8 dicas para a semana do consumidor

Leitura em áudio:

 

Dia do Consumidor, será comemorado no dia  13 de março, e já aparece como a data mais importante para o comércio no primeiro trimestre do ano.

Na verdade, a data oficial do Dia Mundial do Consumidor é 15 de março, conforme foi decretado pela ONU – Organização das Nações Unidas, em 1985. Mas por aqui as lojas fazem sua comemoração na quarta-feira da semana do dia 15. Além de reforçar a importância do respeito aos direitos dos consumidores, que é o objetivo principal da data comemorativa, as lojas físicas e online viram uma boa oportunidade de turbinar o comércio desse período entre o Natal e o Dia das Mães. Assim, o Dia do Consumidor se tornou mais uma boa oportunidade para quem quer aproveitar descontos e outras condições de compras facilitadas.

Sabemos que nos dias atuais a lesão aos direitos do consumidor ocorre de maneira extremamente fácil. Para que você não sofra com situações corriqueiras, separamos algumas situações que você poderá se preservar ou se socorrer com relação ao direito do consumidor.

1-Nota Fiscal

Para que você sempre tenha seus direitos preservados, exija sempre a nota fiscal e guarde-a. Ela é a prova do lugar e da data em que você comprou o produto ou solicitou determinador serviço. Se tiver algum defeito, é a única maneira de provar que o produto foi comprado ou o serviço solicitado naquele estabelecimento comercial.

2-Produto com defeito

Conforme previsto no Código de Defesa do Consumidor, qualquer produto com defeito dá o direito ao consumidor de escolher se quer trocar, receber o dinheiro de volta ou pedir um abatimento caso compre algum produto com defeito.

3-Acidente de consumo

Sempre use o produto comprado ou serviço adquirido de acordo com a finalidade dele, pois caso venha acontecer algum acidente de consumo, quem fabricou, vendeu ou prestou o serviço será responsabilizado.

4-Compra de alimentos

Sempre verifique a data de validade dos alimentos. Nós recomendamos que você não compre alimentos com a data de validade vencida, quase para vencer ou com embalagem aberta, furada, amassada ou enferrujada. Caso isso ocorra guarde a nota fiscal, pois ensejará uma ação judicial.

5-Propaganda enganosa

Exija que o produto que você for comprar seja exatamente igual a o anunciado na publicidade, caso não seja, não compre!

6-Compras on-line

Quando você adquirir um produto pela internet, telefone ou correio veja se o fornecedor é conhecido. Recomendamos a você observar também a variedade das formas de pagamento, quanto mais informações melhor na preservação de seus direitos! É uma forma de garantir um retorno, caso haja algum problema.

7-Cobrança de contas antigas

Nos casos em que você recebe cobrança relativa a contas antigas de água, gás ou telefonia e essas contas foram extraviadas ou destruídas, você deverá verificar se nas contas recentes constam aviso de que existe o débito em questão. Nada constando, o fornecedor pode ser questionado por essa omissão.

8-Cobrança de serviço não disponível

Na prestação de serviços essenciais (água, luz, gás, telefonia) existe a cobrança de taxa mínima quando os serviços são disponibilizados, porém não utilizados pelo consumidor. No entanto, o consumidor pode questionar a cobrança de serviços não disponíveis, seja por ter pedido o cancelamento, seja por corte em virtude do inadimplemento.

 

Atenção consumidor!

 Toda vez que você pensar nos verbos COMPRAR ou USAR, recomendamos a você fazer duas perguntas simples: 1- Estou precisando urgentemente desse produto ou serviço?

2- Como guardarei o restante do produto? Isto é chamado de consumo responsável, ou seja, só consumir até os limites das nossas necessidades básicas.

 

Eai, mais alguma dica para essa semana do consumidor?! Conta pra gente nos comentários.

Vote