Sisu 2019- 7 dicas para uma boa inscrição

Foto: Sisu 2019 abre as inscrições no dia 22/1. — Foto: Reprodução/Sisu/MEC

Leitura em áudio:
Edição terá 235.476 vagas em 129 instituições de todo o país. Para participar, é preciso ter feito o Enem.

 

O que o candidato deve saber:

  • As inscrições vão de 22 a 25/1
  • É possível escolher dois cursos(primeira e segunda opção)
  • sistema atualiza uma vez ao diae muda a ordem dos inscritos conforme a nota do Enem
  • primeira atualizaçãoserá divulgada a partir da 0h de 23/1
  • Recomenda-se que o estudante entre no sistema uma vez ao dia para saber se a disputa pela vaga ainda é viável ou se prefere mudar de curso
  • O resultado da chamada regular sai no dia 28/1
  • Se for aprovado na segunda opçãode curso, o candidato não será incluído na lista de espera da primeira opção (leia mais abaixo)
  • O prazo para escolher participar da lista de esperaé de 28/1 a 4/2
  • matrícula deverá ser feita na universidade entre 30/1 e 4/2
  • A convocação da lista de espera será no dia 7/2

 

Qual a vantagem de se inscrever no Sisu?

As principais são:

  • amplo acesso a vagas
  • escolha de universidades e cursos por todo o país

O Sisu oferece vagas em diversas universidades públicas pelo país. São 235.476 vagas em 129 instituições de diversos estados.

Preparamos 7 dicas para o candidato se sair bem na seleção. Confira só!

 1- O curso que eu quero

No Sisu você poderá se inscrever em até duas opções de curso. Mas, se você se preparou o ano inteiro para essa vaga, no primeiro dia escolha o curso que você realmente deseja.

Essa é a hora de agarrar aquilo que você quer, então nada de inscrever-se em uma graduação com mais vagas disponíveis só para ser aprovado(a), mas depois não seguir porque não era o que você realmente queria.

 

2-   De olho na nota de corte

A tal nota de corte é a pontuação mínima que você precisa para ingressar em determinado curso. O sistema calcula diariamente as notas dos candidatos. Por isso, é importante ficar ligado(a) no processo, pois um dia você poderá estar dentro e, no outro, fora.

Uma pesquisa em edições anteriores sobre as notas de corte das universidades que você quer é uma boa para se ter uma base. 

3-   Número de vagas x número de candidatos

A nota de corte é importante, mas a concorrência também pode ser crucial. Às vezes, uma universidade exige nota mais baixa para entrar, e isso pode sugerir que seja mais fácil ser selecionado(a), mas há um número elevadíssimo de concorrentes disputando as vagas.

Vale analisar se estudar naquela instituição é de extrema importância para você, pois uma saída é optar por uma universidade com nota maior e com menos candidatos.

4-  Plano B

Não foi dessa vez que a sua nota do Enem foi aquela maravilha? Então, quem sabe seja a hora de pensar em uma segunda opção de curso? Quem se inscreve em outra opção também precisa ficar atento(a) a alguns detalhes.

Você precisará escolher uma segunda opção em que a concorrência seja menor que a da primeira para, assim, ter chances de passar até a segunda chamada.

Na Lista de Espera, você concorre apenas com a primeira opção escolhida.

5-   Estudar longe de casa

Antes de tentar a vaga em outra cidade, é preciso ter consciência de que toda mudança exige muito planejamento. E principalmente, você terá condições financeiras? Está preparado(a)? Mais uma vez, inscrever-se somente para passar pode ser frustrante.

É legal também pesquisar os programas de auxílio ao estudante, como bolsas e moradia estudantil, na universidade em que você pretende ingressar.

6-   Estratégias até o último dia

Como a última inscrição confirmada é a que será considerada pelo sistema, você ainda pode dar aquela olhadinha até o último dia do processo. Se a sua nota estiver mais alta do que a nota de corte, poderá respirar mais tranquilo(a), embora o resultado não saia imediatamente!

Se e a nota estiver abaixo, dê uma olhada no número de vagas oferecidas. Se as suas chances são poucas, a dica é avaliar se vale a pena mudar de universidade ou optar por outro curso na mesma universidade.

7-  Não se desespere. Ainda há chance!

Durante a chamada regular há muitas desistências. Candidatos que não se matricularam porque foram aprovados em outros vestibulares, estudantes que não conseguiram mudar de cidade e muitos outros motivos.

Então, não é hora de desanimar! As notas de corte começam a ser menores e as suas chances podem aumentar.

Agora, corra para sua inscrição!

Mas, como faço para me inscrever?

  • Esteja com a nota do Enem em mãos
  • Acesse o site do Sisu http://sisu.mec.gov.br/
  • Confira, atualize e confirme seus dados. É importante estar com tudo atualizado
  • Clique em ‘Minha Inscrição’
  • Você pode pesquisar as vagas por cidade, nome da universidade ou do curso
  • Escolha duas opções de curso. Esta seleção poderá ser alterada até sexta (25)
  • Para confirmar, clique em ‘escolher este curso’
  • Após estes passos, sua inscrição está concluída.
  • Lembre-se de voltar ao sistema uma vez ao dia para checar se a sua nota continua sendo suficiente para ser classificado. Se o curso tem 60 vagas e você está na 100ª posição, talvez seja a hora de reconsiderar o curso ou manter a seleção, sabendo que poderá ficar na lista de espera
  • Fique atento à documentação exigida pela instituição de ensino para fazer a matrícula
  • Providencie o que estiver faltando para ter tudo em mãos quando precisar

Boa sorte a todos! Compartilhe com quem ainda tem dúvidas.

Vote